Linhares, ES - 21/07/2017

Necropsia aponta que neto de Chico Anysio morreu afogado, diz polícia

O laudo da necropsia realizada no corpo de Rian Brito, neto do humorista Chico Anysio, apontou que a morte do rapaz, que tinha 25 anos, se deu em decorrência de asfixia por afogamento, informou a Polícia Civil na noite desta quinta-feira (03/03).

O corpo, encontrado pela manhã na areia da Praia de Flecheiras, no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, em Quissamã., no Norte Fluminense, estava em estado avançado de decomposição. Segundo a polícia, a identificação só foi possível por meio de papiloscopia - exame que analisa as impressões digitais.
 
Uma força-tarefa havia sido montada para localizar Rian, que desapareceu no dia 23 de janeiro. Na segunda-feira (29/02), roupas e documentos do jovem foram achados na Praia do Paulista, também na restinga.

O corpo de Rian foi encontrado na areia da praia depois que um motoqueiro avisou as equipes de busca. Um helicóptero da Petrobras deu suporte à equipe do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), que administra a área ambiental, e que contou ainda com quatro picapes, quatro quadriciclos, dois bugres e três barcos.

A perícia foi realizada no Instituto Médico-Legal de Macaé, na Região dos Lagos. De lá, o corpo de Rian seria levado para a capital, onde será cremado nesta sexta-feira (04/03), às 16h, no Memorial do Carmo, no Caju, Zona Portuária.
 
Malga di Paula, viúva de Chico Anysio, postou uma mensagem afirmando que Rian era um "menino de luz”.
 
"Seu avô certamente foi o anfitrião na sua chegada. Agora juntos, vão fazer poesias e compôr melodias para os anjos cantarem”, afirmou Malga na mensagem.
 
Bruno Mazzeo, tio do jovem, agradeceu as manifestações de afeto ao longo das buscas por Rian e definiu a última semana como "de angústia”.
 
O também ator André Lucas, também irmão de Nizo Neto, postou uma mensagem com fotos de Rian na infância e atuais, afirmando que ele já concluiu sua tarefa na Terra.