Linhares, ES - 22/10/2017

Zezé Di Camargo e Luciano festejam 25 anos de carreira e falam de futuro

Zezé Di Camargo e Luciano completam 25 anos de carreira neste mês de abril. Para celebrar, a dupla fará dois shows especiais, nos dias 29 e 30, no Espaço das Américas, em São Paulo. Além da apresentação no palco, o evento contará com uma exposição de fotos.
 
Antes da grande festa, Zezé e Luciano conversaram com o EGO relembrando momentos da carreira, revelaram planos para o futuro e garantiram que não existe nenhuma possibilidade de aposentadoria nem de separação da dupla. "Estar do lado do Zezé é um combustível que me move a vida. Nós só estivemos separados 11 anos do nascimento entre um e outro. Foi o tempo suficiente pra Deus saber que Zezé Di Camargo e Luciano não poderiam viver separados”, garantiu Luciano.
 
Segredo do sucesso:

Para a dupla, não existe um segredo específico para se manter no topo do sucesso durante os longos anos de carreira. "Acho que não existe um segredo. Se existisse, seria uma fórmula que a gente poderia até vender (risos)”, brincou Luciano. "Se existe, é estar atento ao que está acontecendo. Tem um momento que a música nem é a principal peça para se manter. É um negócio, que você tem que reaquecer como qualquer outro. Eu sempre falo que não sou cantor, sou operário da música. Então você tem que estar trabalhando o tempo todo naquilo”, completou Zezé.
 
Erros na carreira:

Os irmãos acreditam que, ao longo dos anos, os acertos superaram os problemas, mas admitem que cometeram muitos erros. Eles concordam, por exemplo, com uma falha: a aposta na faixa "Teorias” como música de trabalho em 2014. "Acreditamos que seria um grande sucesso e naquele ano ela não ficou nem entre as 10 mais tocadas. Para um outro artista, poderia até ser um erro fatal”, comentou Luciano.
 
Zezé lembrou ainda que o erro poderia ter se repetido no ano seguinte se tivessem apostado em "Se for pra judiar” logo em seguida. A dupla optou por "Flores em vida” e a faixa foi um grande sucesso nas rádios.
 
Planos para o futuro:

Depois de virarem tema de filme e enredo para o carnaval, Zezé e Luciano devem ter sua história contada nos palcos. O plano de um musical já é antigo, mas foi adiado por conta do carnaval. "Mas vamos fazer, sim, o musical ‘2 filhos de Francisco’. Vai ter a homenagem”, garantiu Luciano, que falou também sobre o projeto de gravação de um DVD acústico ainda esse ano. "Já tem alguns anos que pedem pra gente, nosso publico cobra muito”, contou.
 
Zezé, que está cuidando da produção do projeto, falou sobre as ideias de repertório. "Queria um DVD regravando músicas que não foram grandes sucessos. A gente brinca que o nome vai ser ‘Zezé e Luciano acústico – As rejeitadas’ (risos)”.
 
Outro plano de Zezé, mas desta vez em voo solo, é a produção de um livro. "Quero fazer um livro com várias poesias e pedaços de música, que já escrevi. Já tenho até o nome: Pieces (pedaços)”, adiantou ele. O projeto pode ter um certo atraso. Isso porque, após o celular do cantor travar, ele perdeu pelo menos 15 poemas já escritos, além de 45 músicas inéditas. "Minha sorte é que algumas músicas estão já com outros artistas”.
 
A dúvida mesmo é sobre novas edições do cruzeiro "É o amor”. "Por incrível que pareça, todas as vezes que fizemos o navio não foi para ganhar dinheiro. Foi uma festa linda. Se tiver que acontecer, a gente faz, sim. Mas enquanto o dólar estiver mais alto que c* de girafa, eu não vou enfrentar, não”.
 
Aposentadoria

Zezé e Luciano são daqueles artistas que garantem que nunca vão se aposentar. E nem se separar, como disse Luciano há alguns anos no palco de um show em Curitiba. "Eu falei uma vez e, por ironia do destino, falei em cima do palco que eu iria parar de cantar, mas isso não tem como. Está na minha veia”, disparou Luciano.
 
Zezé também garantiu que seguirá nos palcos, mesmo tendo investimentos em outras áreas, como gado e empreendimentos imobiliários. "Música é a alma da gente. Deus nos deu esse dom de graça. São as duas horas que passam mais rápido na minha vida quando estou no palco cantando. Passa mais rápido que duas horas de sexo (risos).”
 
EGO